Time precisa ganhar identidade e mudar seu comportamento

Time precisa ganhar identidade e mudar seu comportamento

O Palmeiras muda de técnico, mas não muda de comportamento. Com Antônio Carlos, o time tem sofrido os mesmos "apagões" da época de Vanderlei Luxemburgo e Muricy Ramalho. Ontem, o novo treinador falou do comportamento dos jogadores em campo e admitiu que, depois da vitória sobre o Santos, eles não tiveram a mesma concentração para os jogos contra a Ponte Preta (derrota) e Rio Branco (empate).

Análise: Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

27 de março de 2010 | 00h00

O goleiro Marcos já não aguenta mais tantas falhas. Antônio Carlos tenta corrigir e não consegue. Também não tem muitas opções para armar a equipe, que sofre com constantes lesões. E pede reforços - o mesmo pedido de Luxemburgo e Muricy. Do jeito que anda, a torcida está cada vez mais descontente. E sobram motivos para isso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.