Tite culpa desgaste físico pela derrota

Tite reconheceu que o Fluminense foi bem superior ao Corinthians e que mereceu a vitória, ontem, no Engenhão. Ele, no entanto, atribuiu a má atuação de seu time, notadamente no primeiro tempo, ao desgaste físico do grupo. "Foram menos de 72 horas depois daquela batalha (a vitória por 2 a 1 sobre o Fla). Eu sei o quanto é difícil isso. É uma avaliação importante para um confronto desse nível, dessa grandeza, com o Flu", disse.

Sílvio Barsetti, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2011 | 00h00

Ao mesmo tempo, declarou que sua equipe nos primeiros 45 minutos "jogou abaixo do normal". Lamentou ainda a falta "de algumas peças em horas cruciais". Referia-se prioritariamente a Emerson, substituído ontem por Willian. Outro desfalque foi do lateral Alessandro.

As justificativas, porém, não impediram Tite de elogiar seu colega, Abel Braga. "Impôs intensidade no jogo, o Fluminense veio atropelando, se fechou muito bem e logo conseguiu o gol."

Ele não quis adotar o discurso de que o Corinthians entrou numa gangorra e por isso não se firma no Brasileiro. Preferiu apontar um equilíbrio "jamais visto" nas edições do campeonato, desde que passou a ser disputado pelo sistema de pontos corridos, na temporada de 2003.

Tite negou que tenha dado declaração em que teria questionado a lisura dos títulos brasileiros de 2009 e 2010, conquistados respectivamente por Flamengo e Fluminense. Mas, ao tentar desmentir o boato, acabou encerrando a entrevista com uma declaração polêmica, não muito clara.

"Tenho 50 anos, cabelos brancos, não sou babaca, burro ou ingênuo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.