Tite muda esquema e coloca 2 armadores

A estreia na Libertadores marca também uma mudança tática importante no Corinthians de Tite. Se o time foi campeão brasileiro jogando a maioria das partidas atuando com três atacantes, agora o treinador solidificou o esquema com dois armadores. A dúvida é se Alex vai jogar a partir de agora ao lado de Danilo ou Douglas, recém-contratado.

V.M., O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2012 | 03h07

Hoje, na Venezuela, o parceiro de Alex será Danilo. Ele disputou um excelente clássico contra o São Paulo e está melhor fisicamente que Douglas, que fica no banco de reservas.

"Fomos campeões com três atacantes de velocidade na maior parte dos jogos do Brasileirão. Este início de ano estamos melhor com dois na armação", disse Tite.

Dessa maneira, o Corinthians é um time que toca mais bola e menos afobado - essa era um das principais críticas que Tite fazia à equipe.

O fim do esquema com três atacantes representa também o último resquício da era Mano Menezes - desde a época em que o treinador estava no clube o time jogava assim.

Primeiro com Dentinho, Ronaldo e Jorge Henrique. Depois saíram Ronaldo e Dentinho, mas vieram Liedson e Willian. Agora formam o ataque titular Emerson e Liedson. Um terceiro atacante só será utilizado numa situação específica de jogo, afirma Tite.

Jorge Henrique, que atuou no clássico, fez a função mais de meia que atacante.

Tite não espera facilidades na partida de hoje, e acredita que os venezuelanos vão querer atacar o Corinthians principalmente nos primeiros minutos.

A ideia é não levar gol logo, e tomar conta da partida, sem se expor na defesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.