Tocha: Grécia reforça a segurança

Os recentes protestos em todo o mundo contra a China e em prol da independência do Tibete fizeram com que o governo da Grécia decidisse reforçar a segurança na cerimônia de acendimento da tocha olímpica, prevista para segunda-feira, e o posterior revezamento em território nacional. O objetivo é evitar incidentes com manifestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.