Tocha Olímpica será acesa amanhã em Atenas

A Tocha Olímpica dos Jogos de Atenas 2004 será acesa nesta quinta-feira em uma cerimônia no estádio Olímpico, ao sul da Grécia. A pouco menos de cinco meses do início da olimpíada, o maior símbolo da disputa vai seguir viagem, pela primeira vez na história, pelos cinco continentes do planeta.Ao meio-dia desta quinta-feira a chama será acesa pela ação dos raios solares que incidirem sobre um disco côncavo, colocado no templo da deusa Ira. Em caso de tempo nublado, um novo recurso para acender o facho vai ser adotado. O COI escolheu o dia de amanhã porque é comemorado o dia da Independência da Grécia, além de coincidir com a data em que foram inaugurados os Jogos de 1896, os primeiros da era moderna.Durante o evento, a atriz grega Thalia Prokopiu vai interpretar a sacerdotisa que evocará Apolo, o Deus grego da luz, para que seu espírito ilumine os Jogos de Atenas. Logo em seguida, ela passará a tocha para o campeão de dardo grego, Costas Gatsiudis, que na seqüência a passará ao nadador russo Alexander Popov, quatro vezes campeão olímpico e membro do Comitê Olímpico Internacional (COI).Em forma de uma folha de oliveira, a tocha vai percorrer nos próximos sete dias a península do Peloponeso e cruzará as ilhas do golfo Saronico, quando deve chegar então ao estádio Panathinaiko de Atenas. Lá, com vista para a Acrópole, ela vai permanecer sobre um pedestal até o dia 4 de junho, quando enfim começará seu périplo internacional de 35 dias.Trajeto - Ao deixar a Grécia, a tocha vai passar por Sydney, Melbourne, Tóquio, Seul, Pequim, Nova Délhi, Cairo, Cidade do Cabo, Rio de Janeiro, Cidade do México, Los Angeles, San Luis, Atlanta, Nova York, Montreal, Amberes, Bruxelas, Amsterdã, Genebra, Lausanne, Paris, Londres, Barcelona, Roma, Munique, Berlim, Estocolmo, Helsinque, Moscou, Kiev, Istambul, Sófia e Nicósia, de onde regressará a Atenas. O percurso terminará no estádio Olímpico no dia 13 de agosto, data da abertura dos Jogos Olímpicos de 2004.Teste - Estarão presentes no evento o presidente grego Costis Stefanopulos, o primeiro-ministro Costas Caramanlis, o presidente do COI, Jacques Rogge, o presidente do Comitê Olímpico grego, Lambis Nikolau, a presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Gianna Angelopoulos Daskalaki e outros dirigentes gregos e estrangeiros. O primeiro grande teste para os dispositivos de segurança da Olimpíada de Atenas, reforçados após os atentados ocorridos em Madri.

Agencia Estado,

24 de março de 2004 | 10h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.