Torben Grael prevê etapa disputada na Volvo Ocean Race

Brasileiro, que comanda o sueco Ericsson 4, acredita que os ventos leves irão igualar os barcos na regata

EFE,

10 de dezembro de 2008 | 13h52

O brasileiro Torben Grael, capitão do barco sueco Ericsson 4, disse nesta quarta-feira que a terceira etapa da Volvo Ocean Race, que prevê que durará de nove a 11 dias, será ainda mais "difícil e disputada que as outras", porque os barcos estarão bastante igualados devido às condições de vento leve.A terceira etapa levará a frota para Cingapura, onde a Volvo Ocean Race chega também, assim como em Kochi (Índia), pela primeira vez em sua história."A etapa durará entre nove e 11 dias. Vai ser uma etapa difícil e ainda mais disputada que as outras, porque, com condições de vento leve, os navios estão ainda mais igualados", disse.O brasileiro acrescentou que enfrentam dificuldades a mais, como as transições de vento de mar a vento de terra, os navios de pescadores e suas redes. "Especialmente complicada será a passagem na Península de Malaca".Mesmo reconhecendo que outras equipes possam estar mais preparadas para esses ventos, ele disse que está cada vez mais confortável. "O fato de haver tido a oportunidade de navegar também em condições de mais calma na segunda etapa nos serviu para ganhar experiência. Portanto, veremos o que acontece", assinalou Torben.

Tudo o que sabemos sobre:
Torben GraelVolvo Ocean Racevela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.