'Torcedor do Santos pode sempre esperar o melhor de mim', diz Copete após vitória

O colombiano Copete abriu mão de disputar o título da Copa Libertadores com o Atlético Nacional para jogar no futebol brasileiro. Não foi fácil deixar seu país e encarar uma cultura bem diferente. Ele assumiu o desafio e já colhe os frutos. Em poucos jogos, já cativa o coração do torcedor do Santos.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

24 de julho de 2016 | 20h52

Destaque no triunfo por 3 a 2 sobre o Vitória, neste domingo, em Salvador, com gol, assistência e participação em todas jogadas ofensivas da equipe do técnico Dorival Junior, o camisa 36 parece fazer bem seu marketing. Falando em terceira pessoa, ele garante que fará o torcedor não sentir falta de Gabriel, com a seleção olímpica.

"Tem de se entregar em campo. Nem sempre garanto coisas boas, mas o santista pode esperar o melhor de Jonathan Copete", afirmou. "Agradeço a Deus a oportunidade de estar aqui, de começar jogando e de ajudar o time. Agora é continuar assim. Foi fazer o melhor para fazer história aqui, isso é muito importante para mim".

O atacante garante que o título brasileiro seria um grande prêmio após abrir mão da Libertadores e vê os companheiros empenhados na luta para erguer a taça. "O grupo está empenhado".

Voz da experiência do grupo, o volante Renato exaltou o resultado e contestou quem acha que a igualdade seria justa. "Nós lutamos e fizemos por merecer. Agora é valorizar essa vitória, pois não é fácil ganhar por aqui".

Autor do gol do triunfo, Jean Mota revelou que cumpriu à risca os pedidos de Dorival Júnior durante os treinos da semana. "Treinamos essa jogada a semana toda. Ele (Dorival) sempre me dizia para fechar por dentro que a bola chegaria. Entendi bem a jogada e sabia que o Vitor (Bueno) ia tocar ali".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.