Torcedores da Portuguesa matam saudade da 1.ª Divisão. E fazem festa

Tudo bem que o time não seja um dos ?grandes? de São Paulo. Não importa que eles também não tenham a maior torcida. Em dia de jogo é que se percebe o tamanho da paixão. Mesmo impedidos de mandar o jogo contra o Santos no Canindé, os torcedores da Portuguesa não decepcionaram. Ao menos no quesito confiança. "Nunca vi a torcida da Lusa tão animada e mobilizada para um jogo com transmissão da TV e nesse horário", comentou Eduardo Guerreiro, vice-presidente da organizada Leões da Fabulosa. A torcida fretou quatro ônibus para levar os lusitanos para a partida contra o Santos, ontem à noite, no Morumbi. "Pode parar pro campeão passar", gritavam os torcedores, entusiasmados, de dentro dos carros. Não lotaram o estádio, mas marcaram presença com a força de campeões da Série A2 do Paulista do ano passado. O título da A2 e o acesso à Primeira Divisão do Brasileiro motivam. "Acho que o Christian é o centroavante que faltava ao nosso time", opinou Antônio Gomes, acompanhado da filha Camila, de 15 anos. A Segunda Divisão ficou para trás e para lá ninguém quer pensar em voltar. "No ano passado, a gente cantava que a Série A era o nosso caminho. Agora que deu, não quero nem ouvir falar em Série B", declarou o estudante Leonel Fontanesi, de 24 anos. Claro que não. E até foi criado um grito de guerra. "Lusa, eô, canto por ti o meu amor. Temida, és tu minha paixão. Sou sua torcida, sou da Lusa, sou leão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.