Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Torcedores pedem para entrar no treino do Brasil em BH

Cerca de 100 torcedores foram ao Sesc Venda Nova e não conseguiram assistir ao treino

SILVIO BARSETTI - Enviado especial, Agência Estado

24 de junho de 2013 | 16h26

BELO HORIZONTE - Cerca de 100 pessoas estiveram na porta do Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte, com a esperança de entrar no treino da seleção brasileira na tarde desta segunda-feira. Quando deram de cara com os portões fechados, os torcedores protestaram, aos gritos de "Felipão, libera o portão" e "cadê a seleção".

A manifestação dos torcedores foi pacífica e não exigiu nenhuma atitude mais drástica dos policiais, que estavam presentes, mas só observavam. Esta não foi a primeira vez que torcedores protestaram contra os portões fechados nos treinos da seleção brasileira, e o mesmo já havia acontecido em Fortaleza e em Salvador.

Na capital cearense, o técnico Luiz Felipe Scolari liberou a entrada da torcida, o que gerou uma repreensão da Fifa, que determina que os treinos durante a competição aconteçam com portões fechados. Na última sexta-feira, o próprio treinador revelou a bronca recebida, depois que diversos torcedores estiveram em Pituaçu na tentativa de acompanhar uma atividade, foram barrados e acabaram vaiando a seleção.

A seleção brasileira está em Belo Horizonte se preparando para as semifinais da Copa das Confederações. Nesta quarta-feira, a equipe enfrenta o Uruguai, às 16 horas, no Mineirão. Quem avançar, pegará na decisão diante do vencedor do confronto entre Espanha e Itália, que jogam na quinta, em Fortaleza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.