Torcida do Barça idolatra Romário

Para fãs, brasileiro foi o maior de todos os atacantes do time catalão

Da redação, São Paulo, O Estadao de S.Paulo

16 de abril de 2008 | 00h00

A demora para pendurar as chuteiras fez a despedida de Romário não ter o impacto a que tinha direito. Mesmo assim, os principais meios de comunicação deram destaque em suas decisões de ontem, principalmente na internet. No El Mundo Deportivo pode-se ter a idéia do que representou Romário para o Barcelona. Em enquete com os internautas, o Baixinho foi eleito o melhor atacante da história do time catalão em todos os tempos com 64% dos votos. Romário, que atuou em 1993 e 1994 pelo Barça, também teve seu nome ligado ao ''gol mais bonito da história do clube''. Foi o primeiro marcado na goleada por 5 a 0 sobre o rival Real Madrid. Romário criou o drible do ''rabo de vaca'', um giro de quase 180 graus, que ''quebrou'' a cintura do zagueiro Rafael Alkorta. A finalização foi característica: um chute de bico no canto baixo oposto do goleiro.Muitos internautas fizeram homenagens ao jogador brasileiro. Em uma das mensagens, pedia-se que uma estátua fosse erguida no Camp Nou e no Maracanã para lembrar as ''magias'' feitas pelo atacante.O diário Marca, que privilegia o noticiário do Real Madrid, foi mais frio. Entitulou sua matéria com ''Romário, um goleador dos mil gols'', mas criticou o fim de carreira do craque, ao lembrar o caso de doping por ter usado um remédio para queda de cabelo. ''Romário deixa o futebol pela porta dos fundos'', exagerou o periódico espanhol.Entre alguns dos técnicos que trabalharam com ele, só elogios. ''Romário foi um moleque travesso em campo. Era petulante e topetudo desde cedo'', lembrou Sebastião Lazaroni, técnico da seleção brasileira na Copa de 1990. ''Sempre tivemos uma relação de respeito, companheirismo e profissionalismo'', disse Oswaldo de Oliveira, técnico do Vasco em 2000.Romário encerrou a carreira aos 42 anos, após marcar 1.002 gols. Os fãs do craque poderão matar saudade a partir de junho, quando um DVD reunirá 910 gols do Baixinho, em duas horas e meia de produção. No longa-metragem, Romário conta histórias de bastidores e elege 11 golaços inesquecíveis. Seus gols serão exibidos em grupos, divididos por campeonato, time e temporada. A música tema do filme foi criada por Alexandre Pessoal, filho de Erasmo Carlos, em parceria com Leo Fernandes. ''Este DVD é muito especial para mim, pois é um resumo da minha história. Mostra muitos momentos marcantes da minha carreira e gols que jamais vou esquecer'', disse. A produção será vendida por R$ 12,90. ''Vamos distribuí-lo inicialmente junto com alguns jornais do País, com um preço bem popular para combater a pirataria'', disse Sidnei Loureiro Júnior, diretor-geral do filme.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.