Torcida não esquece 2002 e acusa Luxemburgo de traição

Apesar da vitória e da boa atuação do Palmeiras na estréia do Paulistão, nem tudo foi festa. Antes do jogo, parte da torcida pegou no pé do técnico Vanderlei Luxemburgo. "Ô Luxemburgo, preste atenção, a Mancha Verde não perdoa traição", gritaram, lembrando que o treinador deixou o time em 2002, ano da queda para a Série B.O técnico reclamou. "Achei inoportuno. Sou profissional e deixei o clube porque não concordava com algumas coisas", desabafou. "Não me arrependo de ter saído. Agora, vou tentar deixar esta torcida feliz."Para isso, nada melhor que títulos. Luxemburgo acredita que o Palmeiras está no caminho certo. "Gostei da equipe. Os jogadores estão empenhados em fazer a coisa certa."

Daniel Akstein Batista, BARUERI, O Estadao de S.Paulo

18 de janeiro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.