Torcida se reúne com jogadores do Fla e exige reação

A pressão é cada dia maior no Flamengo. O trabalho do técnico Silas já é questionado, a diretoria sofre críticas e o time está ameaçado de rebaixamento no Brasileiro. Para elevar ainda mais a tensão na Gávea, cerca de dez torcedores se reuniram ontem, a portas fechadas, no Departamento de Futebol com os jogadores e cobraram dedicação, vontade e reação. O diretor executivo Zico liberou o encontro, que durou cerca de 20 minutos.

, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2010 | 00h00

O ambiente pode piorar se o time voltar a tropeçar hoje, às 21h10, no estádio Serra Dourada, diante do Goiás, concorrente direto na luta contra o descenso. Um empate será péssimo para ambos.

Com discurso político, para evitar atritos, Silas não condenou a "reunião". "Desde que seja na base da conversa, não existe problema algum. Pelo que entendi, as conversas são para melhorar", disse. O volante Toró, contundido, cede lugar a Maldonado. "O Maldonado é um jogador experiente, que vem progredindo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.