Torcida vira trunfo alviverde na reta decisiva

O Pacaembu já foi definido como a casa palmeirense na reta final do Estadual e da Copa do Brasil. E a diretoria comemora a escolha: na quinta-feira, contra o Santo André, os mais de 34 mil torcedores proporcionaram renda de quase R$ 1 milhão.

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2011 | 00h00

A torcida tem feito a sua parte, motivada com a campanha do time na temporada - foram apenas duas derrotas, para Corinthians e Ponte Preta. Hoje, a expectativa é novamente de casa cheia. "Fiquei feliz de entrar em campo e ver o Pacaembu lotado", disse Valdivia sobre o último jogo. "Todo mundo sabe que o Pacaembu é considerado a casa do Corinthians, mas a história mostra que o Palmeiras foi mais vezes campeão no estádio. Espero que a torcida lote domingo (hoje), porque é uma força extra que precisamos."

O torcedor está empolgado também com as atuações do chileno e foram à loucura com as jogadas proporcionadas quinta-feira pelo craque. Todo mundo quer ver hoje o chamado chute no ar que o meia costuma dar.

Valdivia promete repetir o lance contra o Mirassol, mas sabe que o rival estará ligado na jogada. "Se eu vir que não está dando certo, vou mudar. Mas por enquanto está esquentando os adversários."

Um dos poucos jogadores que estiveram na conquista paulista de 2008, Valdivia vê algumas semelhanças entre o time de agora com o de três anos atrás. "A alegria no grupo não é muito diferente", contou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.