Torcidas de Palmeiras e Corinthians brigam em jogo de futsal

Membros de torcidas organizadas transformam a quadra em campo de guerra e jogo tem de ser suspenso

Redação,

01 de abril de 2008 | 21h31

A violência entre torcedores mais uma vez manchou o esporte brasileiro. Na noite desta terça-feira, vândalos de torcidas organizadas de Palmeiras e Corinthians se enfrentaram durante o jogo entre as duas equipes no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo, na final do Troféu Cidade de São Paulo de Futsal. Aos 20 segundos do segundo tempo, o jogo, que estava empatado por 1 a 1, teve de ser interrompido devido ao confronto entre os torcedores, que deixaram a arquibancada e invadiram a quadra. Os jogadores tiveram de correr para os vestiários para não serem agredidos. A polícia tentou intervir com gás lacrimogêneo, gás pimenta e tiros de borracha, mas só após muita confusão conseguiu conter os torcedores. Ao final da batalha, que lembrou o confronto entre torcedores de Palmeiras e São Paulo, no Pacaembu, em 1995, dezenas de cadeiras, placas e pedras ficaram arremessadas no ginásio, um verdadeiro campo de batalha - a Polícia não confirmou o número de feridos. A Federação Paulista de Futebol de Salão cancelou o duelo e afirmou que uma nova data para a decisão será marcada. O próximo jogo acontecerá sem a presença de torcedores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.