Torneio de Barcelona tem decisão espanhola

BARCELONA

, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2011 | 00h00

Tudo o que os espanhóis queriam era ver uma final caseira do Torneio de Barcelona. E foram atendidos. O número 1 do mundo, Rafael Nadal, entra como favorito diante do compatriota David Ferrer, hoje, a partir das 11 horas. Os dois tenistas se encontraram na semana passada na decisão do ATP de Monte Carlo. Nadal levou a melhor.

O triunfo na semifinal - 2 sets a 0 (6/3 e 6/2) sobre o croata Ivan Dodig - teve significado especial para o astro espanhol. Além de garantir vaga na final, o resultado representou a 500.ª vitória de Nadal na carreira. O "touro", aos 24 anos, não é o tenista que mais venceu no circuito profissional do tênis (o suíço Roger Federer, terceiro do ranking, tem 767), mas o espanhol se tornou o segundo mais jovem a chegar à marca - Bjorn Borg a alcançou aos 23 anos e sete meses.

O jogo histórico durou 1h27 e foi um pouco mais difícil do que o número 1 esperava. Até então, ele só tinha perdido dez games em três jogos. O croata chegou a quebrar o saque de Nadal duas vezes, mas pecou muito no seu próprio serviço e não conseguiu segurar o espanhol.

Bom momento. Com o vice-campeonato em Monte Carlo ainda claro na memória, David Ferrer provou que está em grande fase. Cabeça de chave número 4 dom mundo, ele levou a melhor sobre o compatriota Nicolas Almagro, na primeira semifinal disputada ontem, com firme vitória por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4, que garantiu vaga na decisão. É a terceira final de Ferrer em Barcelona. Ele, que chegou às semis nos últimos cinco anos, foi vice em 2008 e em 2009. Também alcançou as semifinais em 2006, quando parou diante de Nadal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.