EFE/EPA/ANDY RAIN
EFE/EPA/ANDY RAIN

Tottenham registra 13 casos de covid-19, e técnico Antonio Conte se diz preocupado

'Todo dia temos alguém com teste positivo para a covid-19', disse o treinador, assustado pelo crescimento do número de infecções no elenco

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2021 | 13h58

O técnico Antonio Conte revelou nesta quarta-feira que o Tottenham sofre um surto de covid-19 que pode atrapalhar o calendário da equipe nas próximas semanas. Ao todo, são oito jogadores com testes positivos para a doença e mais cinco integrantes do estafe do clube inglês.

Os casos podem causar o adiamento da partida contra o Rennes, na quinta, pela Liga Conferência. Pelas regras da Uefa, um time deve contar com ao menos 13 jogadores disponíveis para uma partida. No momento, o clube de Londres tem apenas 11, segundo o treinador.

"Todo dia temos alguém com teste positivo para a covid-19", disse Conte, assustado pelo crescimento do número de casos. "Todos aqui estão um pouco assustados. Ao fim do treino de hoje, mais um jogador e um membro do estafe testaram positivo. E amanhã, quem será? Eu? Outro jogadores? A situação é séria."

O técnico está preocupado também com os familiares dos jogadores. "Temos famílias, temos contato com eles quando voltamos para casa. É uma situação que me entristece. Com certeza, estamos assustados porque amanhã não sabemos o que pode acontecer", afirmou Conte, emocionado.

De acordo com a imprensa britânica, a direção do Tottenham já pediu à Premier League, que organiza o Campeonato Inglês, para adiar o jogo contra o Brighton, marcado para domingo. Na temporada passada, a direção do Inglês precisou remarcar seis partidas devido a surtos de covid-19 nos clubes.

Conte evitou falar em adiamento na entrevista coletiva desta quarta, véspera do jogo válido pela Liga Conferência, torneio organizado pela Uefa. O Tottenham está em segundo lugar em seu grupo na competição europeia, atrás justamente do Rennes, que já confirmou o primeiro lugar.

Se mantiver esta posição, o time de Londres vai disputar um playoff contra rivais que virão da Liga Europa para se manter vivo na Liga Conferência, terceira competição em importância no continente, atrás ainda da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.