Kirsty Wigglesworth|AP
Kirsty Wigglesworth|AP

Tottenham sofre, mas derrota o Crystal Palace e mantém perseguição ao Chelsea

Spurs fazem 1 a 0 fora de casa e continuam quatro pontos atrás do Chelsea

Estadão Conteúdo

26 de abril de 2017 | 18h14

Foi um jogo sofrido, travado, moroso. Ainda assim, com um gol marcado aos 35 minutos do segundo tempo, o Tottenham derrotou o Crystal Palace por 1 a 0, nesta quarta-feira, fora de casa, e manteve a perseguição ao Chelsea no Campeonato Inglês.

A sofrida vitória deixou o Tottenham com 74 pontos, quatro a menos do que o Chelsea, que havia derrotado o Southampton na última terça-feira - as duas equipes ainda têm cinco partidas a disputar. Já o Crystal Palace está em 12.º lugar, com 38 pontos.

Pressionado pela vitória do Chelsea na última terça-feira, o Tottenham foi superior desde o início e manteve a posse de bola durante todo o jogo, mas estava pouco inspirado na armação. A equipe, assim, criou poucas chances concretas diante do retrancado Crystal Palace. Chegava somente em cruzamentos e chutes de longe.

E foi assim mesmo que, aos 35 minutos da etapa final, o Tottenham abriu o placar: o meia-atacante Christian Eriksen recebeu de fora da área e, de muito longe, arriscou um chute forte. A bola entrou no canto, com perfeição, garantindo a importante vitória.

Outra grande equipe londrina a sofrer nesta quarta-feira foi o Arsenal. Mesmo jogando em casa contra o Leicester City, atual campeão, o time penou e só chegou a vitória aos 40 do segundo tempo, quando Monreal finalizou errado, mas a bola desviou na barriga do zagueiro Robert Huth e entrou.

O triunfo por 1 a 0 deixou o Arsenal na sexta colocação do Campeonato Inglês com 60 pontos, quatro a menos do que o Manchester City, que hoje estaria classificado para disputar os playoffs da próxima Liga dos Campeões da Europa. Já o Leicester City soma 37 e é apenas o 15.º colocado.

Ainda nesta quarta-feira, no duelo envolvendo os dois últimos colocados, o Middlesbrough derrotou o Sunderland por 1 a 0 e chegou aos 27 pontos, seis atrás do Hull City, o primeiro fora da zona de rebaixamento. O adversário, por sua vez, com 21, teve seu descenso praticamente confirmado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.