Treinador de Justin Gatlin deve ser suspenso por 2 anos

Trevor Graham, técnico do atleta recordista mundial dos 100 metros (com 9s77), o norte-americano Justin Gatlin, que foi pego no doping pelo uso de testosterona, deve ser suspenso pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF) por dois anos."Acho graça das palavras de Graham, que acusa a gente de estar fazendo um complô contra Gatlin. Se conseguirmos comprovar o seu envolvimento no caso, tomaremos as medidas necessárias", contou o senegalês Lamine Diack, presidente da IAAF.Outros atletas treinados por Graham, como os norte-americanos Tim Montgomery e Marion Jones, também foram suspensos por envolvimento com doping. Aliás, sobre o caso de Gatlin, o treinador tentou explicar que o atleta foi vítima de uma sabotagem, quando um massagista aplicou, sem o seu conhecimento, um creme com testosterona nas pernas do recordista mundial.O ex-atleta norte-americano Michael Johnson, cinco vezes campeão olímpico e recordista mundial dos 200 e 400 metros, afirmou que o maior problema de Gatlin na carreira é o próprio técnico. "(O doping) não foi nenhuma surpresa. Não porque eu suspeitasse que Gatlin estava se dopando, mas sim porque sabia que ele estava sendo treinador por Graham", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.