Cris Bouroncle/AFP
Cris Bouroncle/AFP

Triatlo do Brasil é ouro no Pan na disputa do revezamento misto

Luisa Baptista, Vittoria Lopes, Manoel Messias, e Kauê Willy subiram no lugar mais alto do pódio

Redação, Estadão Conteúdo

29 de julho de 2019 | 14h51

O triatlo brasileiro fechou a participação nos Jogos Pan-Americanos de Lima com a conquista de sua segunda medalha de ouro. Nesta segunda-feira, na disputa do revezamento misto, a equipe formada Luisa Baptista, Vittoria Lopes, Manoel Messias, e Kauê Willy foi a campeã da disputa.

A prova do revezamento misto fez a sua estreia no programa do Pan nesta edição do evento. Já no próximo ano, também passará a compor a lista de eventos do triatlo nos Jogos Olímpicos, em Tóquio. Na prova, cada participante do quarteto compete por 300 metros de natação, 6,6 quilômetros de bicicleta e 1,5km de corrida.

Nessa estreia, o Brasil se deu melhor diante dos demais concorrentes. Luisa foi quem iniciou a disputa, a fechando na liderança, que Kauê perdeu na sequência, caindo para segundo lugar. Porém, Vittoria retomou o primeiro lugar depois, condição mantida por Manoel para assegurar a medalha de ouro

A equipe brasileira, que completou a prova em 1h20min37, teve a companhia no pódio do quarteto dos Estados Unidos, o segundo colocado, e do México, na terceira posição.

No sábado, quando foram disputadas as provas individuais do triatlo, o Brasil havia conquistado três medalhas, sendo uma de ouro, no evento feminino, com Luisa Baptista. Vittoria Lopes foi a segunda colocada nessa disputa, mesmo resultado de Manoel Messias no evento masculino.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.