Triatlo: frio assusta brasileira

Em Rennes, na França, para a disputa, domingo, da quarta etapa da Copa do Mundo de Triatlo, Sandra Soldan já sente arrepios. ?A água no lago da natação está fria para os atletas de países tropicais. Vou ter de confiar na roupa de borracha?, observa a atleta, confiante em terminar a etapa entre as cinco primeiras colocadas. A brasileira, 21ª do ranking mundial da União Internacional de Triatlo, terá rivais fortes, como a canadense Carol Montgomey e as australianas Loretta Harrop e Michellie Jones. A prova terá as distâncias olímpicas (1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida) e US$ 60 mil em prêmios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.