Tribunal considera Isiah culpado por assédio

Um tribunal de Nova York considerou Isiah Thomas, técnico do New York Knicks, culpado de assédio sexual, em processo movido por Anucha Browne, ex-executiva da equipe. O ex-jogador do Detroit Pistons, porém, não irá preso nem deverá pagar nenhuma multa. A responsabilidade recai sobre a empresa proprietária do time, que deve dar US$ 11,6 milhões para Anucha.

O Estadao de S.Paulo

03 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.