PMERJ/Divulgação
PMERJ/Divulgação

Tribunal de Justiça do Rio nega habeas corpus e vascaínos permanecem presos

Eles foram detidos horas antes da partida contra o Flamengo, suspeitos de armarem uma emboscada

Marcio Dolzan, Estadao Conteudo

01 Novembro 2017 | 13h06

O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) negou pedido de habeas corpus de seis integrantes da Torcida Força Jovem do Vasco, que estão presos juntos com outros 63 torcedores desde o último sábado. Eles foram detidos horas antes da partida entre Vasco e Flamengo, pelo Brasileirão, suspeitos de armarem uma emboscada contra torcedores do Flamengo. Assim, todos eles permanecem detidos.

+ Torcida invade CT antes de final africana

A decisão é do desembargador Joaquim Domingos de Almeida Neto, e todos os presos deverão aguardar apreciação final sobre o caso da 7.ª Câmara Criminal do TJRJ. Além dos seis que tiveram o habeas corpus negados, outros três já haviam tido o pedido indeferido ainda no final de semana, durante o plantão judiciário.

Ao todo, 77 integrantes da Força Jovem foram detidos no sábado quando se reuniam na sede da torcida, em São Cristóvão, bairro onde fica a sede do Vasco. Eles foram acusados de desobediência de uma ordem judicial que proíbe a reunião de integrantes das organizadas, em dias de jogo, num raio de cinco quilômetros do Maracanã. Seis deles eram menores e foram encaminhados à Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente.

Mais conteúdo sobre:
Flamengo Vasco futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.