AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Trilha sonora é coqueluche em Atenas

Os Jogos Olímpicos se modernizam e adotam a música e o espetáculo no show do intervalo, com música brasileira incluída na trilha sonora. Se as regras dos jogos da NBA e dos torneios internacionais de seleções ainda são diferentes, o show da liga profissional norte-americana que transforma o esporte em entretenimento, já chegou ao mundo da Federação Internacional de Basquete. A adoção de hábitos da NBA nos torneios da Fiba começou em 1994, no Mundial masculino de Toronto, dois anos após a estréia dos profissionais da Liga na Olimpíada de Barcelona, em 1992, e também está presente no torneio olímpico de basquete feminino em Atenas. No Ginásio Olímpico, os mascotes Phevos e Athina, não são a única distração para o público que ainda tem direito a intervalo com bailarinas e acrobatas. A trupe do Phoenix Suns foi convidada a montar o show do intervalo na Olimpíada. A armadora Adrianinha, que jogou no Phoenix Mercury, a versão feminina da franquia americana, conhece bem Rocky, que é o bailarino-acrobata responsável por montar as coreografias das bailarinas - uma delas ao som de Carlinhos Brown. Ainda tem o estilingue gigante, manuseado por lindas meninas, que manda brindes para a arquibancada e os números de acrobacias, que usam uma rampa para saltos e piruetas de ginastas com a bola em direção à cesta. "Esse grupo é ótimo, um show de verdade", afirma Adrianinha, que jogou na franquia e já foi sondada pelo manager da equipe, que está na Olimpíada, para voltar ao final da temporada da WNBA e jogar o playoff pelo Phoenix. Mas Adrianinha já tem contrato com o italiano Faenza e será difícil se liberar para esse compromisso. O show do intervalo tem sido acompanhado por uma boa e variada trilha sonora no basquete. A Confederação Brasileira de Basquete, a pedido dos organizadores, enviou uma fita com seleção variada, contendo sambas enredos, Carlinhos Brown, Tribalistas, Ivete Sangalo, Marisa Monte... O público, embora os ginásios muitas vezes estejam vazios, tem apreciado a trilha sonora e acompanha aplaudindo e dançando, como os gregos quando ouvem a música do épico filme Zorba, o Grego, também um hit no Ginásio da Paz e Amizade, que recebe o vôlei. Hits - Nos esportes que não exigem concentração e silêncio, como o hipismo, o tênis e o tiro, e onde o ambiente é muito grande, como a vela, a trilha sonora foi o ponto alto dos Jogos. No vôlei de praia, uma questão de estilo. Na modalidade, que acabou com a conquista da medalha de ouro por Ricardo e Emanuel, o hit foi Sorte Grande, de Ivete Sangalo, música que certamente os voluntários gregos vão demorar a esquecer. Ajudados por torcedores brasileiros aprenderam o refrão "poeira, poeira, levantou poeira" e, para agradecer, ensinaram a musiquinha, na verdade um grito de guerra, com palavrão e tudo, que os gregos cantaram no Estádio da Luz, de Lisboa, na final da Eurocopa.

Agencia Estado,

26 Agosto 2004 | 17h08

Mais conteúdo sobre:
olimpíadas 2004 olimpíadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.