Trindade atrai participantes da regata

Conhecer a paradisíaca Ilha de Trindade, o ponto mais distante da costa brasileira (1.168 quilômetros), sempre foi o sonho do velejador capixaba Franck Brown, de 33 anos. Ele partiu sábado no veleiro "Tangaroa 1", de 50 pés, para a 5ª edição da Eldorado-Brasilis, a maior regata de vela oceânica do Brasil."Desde pequeno meu pai (Morris) e amigos me mostravam fotos e vídeos da ilha. O lugar é muito lindo e fiquei com isso na cabeça até a oportunidade de poder embarcar para esta aventura", disse Franck.Mas o velejador tem outros planos, além de mergulhar em Trindade. Ele pretende saltar com o seu paraglider da pedra, com cerca de 600 metros. "O duro vai ser a Marinha autorizar. Vou convencê-la", disse. "Já imaginou sobrevoar aquela ilha com o pôr-do-sol? Deve ser maravilhoso", completou Franck, que é vice-campeão mundial de paraglider. Há três anos, Franck tentou ir à Trindade, mas as competições de vôo livre coincidiram com a Eldorado-Brasilis. "Agora, não tem volta. Vou realizar meu sonho", avisou. Na mochila, além dos equipamentos de vôo, ele leva uma sandália papete para escalar a pedra de formação vulcânica. Leva também um projeto para apresentar à Marinha: o Azimuth. "Estou levando sementes de espécie nativa da ilha para lançá-las quando estiver voando, porque pretendo recuperar a vegetação que foi devastada com o tempo pelos animais." A Ilha de Trindade surgiu há cerca de 3 milhões de anos, após uma série de explosões vulcânicas. Com 12 praias e um relevo acidentado, possui picos e montanhas de diferentes formas e cores. Em 1957, foi ocupada por brasileiros da Marinha, que passam de três a quatro meses no Posto Oceanográfico.O francês Olivier Thomas, que mora há três anos no "Mobius", um trimarã de 60 pés, o maior da regata e também o mais antigo (35 anos), já viajou pelo mundo todo e também participa pela primeira vez da Eldorado-Brasilis por causa da vontade de conhecer a Ilha de Trindade. "Fui a Fernando de Noronha e me disseram que a Ilha de Trindade era tão bonita quanto ela. Pelas fotos e vídeo que vi, a ilha se parece muito com Cabo Verde, um dos lugares mais lindos que já visitei. Mas já me disseram que a ilha brasileira é mais bonita."

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2004 | 16h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.