Tripulante de barco holandês morre em regata da Volvo

O navegador holandês Hans Horrevoets, do barco ABN Amro 2, morreu afogado na madrugada desta quinta-feira, depois de cair no mar do Atlântico Norte durante a disputa da sétima etapa da Volvo Ocean Race, que deixou Nova York na semana passada e deve chegar até domingo a Portsmouth, na Inglaterra.O barco enfrentava ondas de cinco metros e ventos de mais de cinqüenta quilômetros por hora quando Horrevoets caiu no mar, a mais de dois mil quilômetros da costa britânica. A equipe montou a operação tradicional de resgate e o tirou de mar, mas não conseguiu fazê-lo recuperar a consciência."Estamos acabados com esse acidente e todos os nossos pensamentos estão com a família de Hans. Realizamos o procedimento de homem ao mar, mas não conseguimos ressuscitá-lo", disse o capitão do barco, o holandês Sebastien Josse.Horrevoets, que é casado e tem uma filha, era o tripulante mais velho e um dos líderes da equipe do ABN Amro 2. Já havia participado de uma edição da Volvo, em 1997/98, e é o quinto velejador a morrer desde que a prova foi criada, em 1973.A etapa foi interrompida durante algumas horas, para que os demais barcos ajudassem no socorro a Horrevoets, mas já voltou a ser disputada normalmente, com a liderança do outro barco holandês, o ABN Amro 1, que tem cerca de 200 quilômetros de vantagem sobre o sueco Ericsson, segundo parcial divulgada na manhã desta quinta-feira. O Brasil mantém a terceira posição, numa árdua disputa com o norte-americano Piratas do Caribe.Confira a classificação parcial da sétima etapa da Volvo Ocean Race:1 - ABN Amro 1 (HOL) - 3.607 quilômetros percorridos 2 - Ericsson (SUE) - a 209 quilômetros 3 - Brazil 1 (BRA) - a 334 quilômetros 4 - Pirates (EUA) - a 358 quilômetros 5 - ABN Amro 2 (HOL) - a 514 quilômetros 6 - Brunel (AUS) - a 540 quilômetros 7 - Movistar (ESP) - a 577 quilômetros

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.