Divulgação/Time Brasil
Divulgação/Time Brasil

Troféu Brasil de Natação tem quatro índices e mais três caras novas ao Mundial

Viviane Jungblut, Beatriz Dizotti, Matheus Gonche e João Gomes Junior vão representar a seleção brasileira na Hungria

Redação, Estadão Conteúdo

07 de abril de 2022 | 09h11

Aos poucos, a nova seleção brasileira de natação vai definindo seus componentes. Já são 18 atletas confirmados para o Mundial de Budapeste, na Hungria. Quatro alcançaram o índice nesta quarta-feira à noite, no terceiro dia do Troféu Brasil de Natação, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio. São mais três caras novas na equipe nacional.

Viviane Jungblut e Beatriz Dizotti garantiram vaga no Mundial nos 1500m livre, enquanto Matheus Gonche se classificou ao ganhar os 200m borboleta. Além deles, João Gomes Junior, medalhista há cinco anos em Budapeste, também conseguiu o índice, nos 50m peito.

"Com certeza meu objetivo foi mais do que cumprido aqui nessa prova. Tenho ciência que tenho que mudar algumas coisas e ajustar para competir em nível internacional, mas estou feliz com meu resultado", disse Viviane Jungblut, que ganhou com 16min19s62.

A alegria também era explícita no rosto de Beatriz Dizotti. "Primeiro mundial de longa. Muito feliz com o resultado e com o trabalho que está sendo feito. Vamos melhorar e evoluir até Budapeste", prometeu a atleta, medalha de prata com 16min25s95.

Depois de defender o País nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Matheus Gonche agora se prepara para o Mundial. Na final dos 200m borboleta no Troféu Brasil, o nadador do Sesi cravou 1min56s30, garantindo o índice por 0s41. Favorito, Leo de Deus foi somente o terceiro. Mas já tinha vaga definida no Mundial.

João Gomes Junior já disputou Mundial e repetirá a dose com 26s62 na final dos 50m peito. "Bom voltar a Budapeste. Foi lá que eu comecei meu ciclo para Tóquio e fui muito bem. É uma prova que eu me sinto bem e estive no pódio nas últimas duas edições de Mundial e espero continuar lá né?", brincou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.