Troféu Brasil registra novos recordes

Além da obtenção de novos índices para o Mundial de Desportos Aquáticos de Fukuoka, que acontece no fim de julho, no Japão, a expectativa para o terceiro dia de disputas do 41º Troféu Brasil de Natação é quanto à participação de Edvaldo Valério, do Vasco, na eliminatória da prova de 50 m, livre, à tarde. Nesta quinta-feira, ele conseguiu o índice exigido para o Mundial nesta disputa, durante o revezamento 4 x 50 m, livre, com o tempo de 22s69, mas o regulamento da competição estabelece que o índice só será válido se ele não nadar a prova individual."Consegui um ótimo tempo, o segundo da minha carreira. Estou seguro de que, descansado, vou superá-lo na eliminatória", disse Edvaldo, afirmando que irá tomar a decisão apenas na manhã desta sexta-feira.Outro nadador vascaíno que também brilhou no Parque Aquático Júlio de Lamare, no Complexo do Maracanã, foi Eduardo Fischer, nos 50 m, peito. Ele marcou 28s82 e superou seu recorde sul-americano de 29s04. Ele festejou muito o feito e enfatizou que não esperava fazer o excelente tempo, por causa de sucessivas contusões. Nesta sexta-feira, ele tenta o índice nos 100 m, da mesma modalidade, para ir ao Mundial.Nas finais disputadas nesta quinta-feira, o flamenguista Fernando Torres Alves, de 22 anos, fez 54s20 e superou o recorde brasileiro de Fernando Scherer, o Xuxa, na prova dos 100 m, borboleta. Já a vascaína Fabíola Molina venceu, com facilidade, o 50 m, costas, e estabeleceu uma nova marca para a competição: 29s91. Nos 200 m, peito, Marcelo Tomazini, do Pinheiros, foi o vencedor. Na prova do revezamento feminino 4 x 50 m, livre, a equipe do Flamengo venceu a do Vasco por apenas um centésimo de segundo de diferença.Após o primeiro dia de finais, o Vasco é o líder com 1.020 pontos, seguido por Flamengo (724,5), Pinheiros (490,5), Minas (205) e Unisanta (157).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.