Tropeços derrubam 3 técnicos e janela fecha

Dia de ontem foi marcado pela queda de Falcão, Argel e Dorival Júnior; e foi o último para clubes contratarem no exterior

ALMIR LEITE, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2012 | 03h04

A 10.ª rodada do Brasileiro foi devastadora para os treinadores. Três deles - Falcão, no Bahia; Dorival Júnior, no Inter; e Argel Fucks, no Figueirense - perderam o emprego e a corda de Joel Santana no Flamengo ficou ainda mais bamba. Agora, já são 6 trocas, sendo que o lanterna Atlético-GO mudou duas vezes.

Quase todos os treinadores que caíram passaram seus últimos dias de trabalho reclamando da falta de reforços. Os clubes, de maneira geral, buscaram contratar, mas, a partir de agora vai ficar mais difícil melhorar os elencos, pois a janela de transferência para jogadores vindos do exterior fechou ontem.

Inter e Bahia agiram rápido e anunciaram ontem mesmo os novos treinadores. O time gaúcho optou por uma solução caseira, promovendo o ex-jogador Fernandão para o cargo - ele era diretor técnico do clube. Os baianos acertaram com Caio Júnior, que recentemente deixou o Al-Jazeera, dos Emirados Árabes.

Fernandão já começou na nova função ontem à tarde, e na defensiva: armou o time com três volantes (Dorival, que não resistiu à derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG jogava com dois). Será sua primeira experiência como treinador e ele parece ter respaldo. "Não estamos trazendo ninguém interinamente ou sem convicção. A partir de hoje o treinador do Internacional passa a ser Fernando Lúcio da Costa, o Fernandão", disse o vice de futebol, Luciano Davi.

Falcão deixa o Bahia na penúltima posição e após um revés de 4 a 0 para o Fluminense. Com a elegância habitual, lamentou ter o trabalho interrompido e disse que não vai desistir de ser treinador - seu nome foi comentado em Florianópolis, onde o Figueirense demitiu Argel após a derrota para o Atlético0GO por 3 a 2.

O time goiano está sendo treinado por Jairo Araújo, após demitir Adilson Batista e Hélio dos Anjos. O outro técnico que caiu neste Brasileiro foi Leão, substituído por Ney Franco no São Paulo.

Mercado. Ontem, último dia da janela para transferências internacionais, o Santos contratou o atacante argentino "Pato'' Rodriguez, do Independiente, e o Fluminense confirmou a manutenção de Rafael Sóbis.

Nessa fase, o Corinthians trouxe dois estrangeiros, os atacantes Martínez e Paolo Guerrero, o Palmeiras repatriou Obina e o Santos, o meia João Pedro.

De todas as contratações, a de maior impacto foi a do holandês Seedorf pelo Botafogo. O Inter buscou o uruguaio Forlán e trouxe de volta ao País o zagueiro Juan. O Flamengo, que estuda demitir Joel Santana, deu vexame. Tentou os meias Diego (ex-Santos) e Riquelme, mas o máximo que conseguiu foi o volante paraguaio Cáceres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.