Tudo igual nos primeiros duelos das semifinais

Vasco reage no fim e arranca o 1 a 1 contra o Avaí, em São Januário. Em Fortaleza, Ceará e Coritiba ficam no 0 a 0

, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2011 | 00h00

Ficou tudo para a semana que vem: dois empates marcaram os confrontos de ida das semifinais da Copa do Brasil, ontem.

Em São Januário, Vasco e Avaí ficaram no 1 a 1 - resultado melhor para o time catarinense, que avança à decisão se o placar não sair do 0 a 0 - o que ocorreu na outra semifinal de ontem, em Fortaleza, entre Ceará e Coritiba.

Os jogos de volta serão disputados na próxima quarta-feira, quando o Avaí recebe o Vasco, em Florianópolis, e o Coritiba enfrenta o Ceará n o Couto Pereira, em Curitiba.

No Rio, os gols saíram apenas na etapa final. Julinho abriu o placar para o Avaí aos 36 minutos. Seu time só perdeu o triunfo no último lance do confronto, um pênalti muito bem cobrado por Diego Souza.

O jogo de São Januário foi bastante equilibrado no primeiro tempo. Apesar de manter a bola em seu poder por mais tempo do que o adversário, o Vasco encontrava dificuldades para penetrar na defesa do Avaí.

O plano tático do time de Santa Catarina era justamente esse: atrair os cariocas para tentar os contra-ataques. Poderia ter tido sucesso se fosse mais eficiente na finalização.

O Vasco foi melhor no segundo tempo, mas não transformou seu domínio em gols. Foi salvo por um pênalti no final.

O jogo teve 15.823 pagantes, que suspiraram aliviados com o desfecho menos complicado para o clube carioca, que passa à decisão com qualquer empate a partir de dois gols (um novo 1 a 1 leva a disputa aos pênaltis.

Mais equilíbrio. No Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, Ceará e Coritiba também protagonizaram um duelo disputado e equilibrado. Com maior posse de bola, os donos da casa chegaram com frequência ao gol adversário, mas o Coritiba criou boas chances para abrir o placar.

Na etapa final a partida ficou mais ríspida - e a técnica foi deixada de lado pelas equipes. Os donos da casa mantiveram o domínio territorial, mas foi insuficiente. As finalizações (13 do Ceará contra 12 do Coritiba) atestaram que o placar foi justo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.