Jean-Christophe Bott/AP
Jean-Christophe Bott/AP

Turquia não vê candidatura a Jogos abalada por dopings

Oito atletas do país foram pegos em exames antidoping recentemente

AE-AP, Agência Estado

10 de julho de 2013 | 12h39

ISTAMBUL - Depois de o Comitê Olímpico da Turquia informar, no último dia 28 de junho, que oito atletas do país foram pegos em exames antidoping recentes, o presidente da entidade, Ugur Erdener, negou nesta quarta-feira que os casos envolvendo estes competidores irão abalar a candidatura de Istambul a sede da Olimpíada de 2020.

Para o dirigente, a revelação dos casos pode ser até boa para os turcos nesta disputa que Istambul trava hoje com Madri e Tóquio. "O aumento no número de casos de doping mostra que a Turquia está lutando contra o doping e, na minha opinião, irá afetar a candidatura positivamente, não negativamente", disse.

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês) anunciou na última terça que "intensificou" seu programa de testes antidoping na Turquia em meio a relatos de dezenas de casos envolvendo atletas no país. Uma reportagem do jornal inglês Daily Telegraph noticiou que mais de 30 atletas turcos testaram positivo para uso de substâncias ilegais antes dos Jogos do Mediterrâneo, realizados no mês passado, na cidade turca de Mersin.

Os escândalos recentes de doping ocorrem justamente na fase em que Istambul está na reta final da disputa contra Tóquio e Madri, sendo que o Comitê Olímpico Internacional (COI) irá anunciar a cidade-sede da Olimpíada de 2020 no próximo dia 7 de setembro.

"Estamos avançando com os nossos esforços para combater o doping com testes realizados durante e fora das competições. Nossa luta recebeu aprovação internacional", disse Erdener, que também é membro do COI, em declaração à agência estatal turca Anadolu.

No mês passado, informações confirmadas pela mesma agência deram conta de que, entre os atletas que caíram no doping, está Esref Apak, medalhista de prata no lançamento de martelo nos Jogos Olímpicos de Atenas/2004.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada de 2020Turquiadoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.