TV pede desculpas por informar suposto escândalo de doping

Rede ARD havia colocado atletas alemães em casos de doping através de um laboratório em Viena, na Áustria

Efe

17 de janeiro de 2008 | 16h24

O canal alemão de televisão ARD pediu desculpas públicas, nesta quinta-feira, pelas informações divulgadas há dois dias sobre um suposto escândalo de doping envolvendo um laboratório em Viena, na Áustria.Veja também: COI investigará suspeita de doping em laboratório de Viena A emissora se desculpou por ter causado uma suspeita generalizada contra os praticantes de biatlo e esqui de fundo da Alemanha. "Não é compatível com nossa missão lançar estas suspeitas generalizadas sem ter dados que as comprovem", disse um apresentador do canal antes da transmissão da Copa do Mundo de biatlo.Há dois dias, a ARD divulgou informações sobre um suposto caso de doping no laboratório Humana, que envolvia o ciclista russo Denis Menchov e o dinamarquês Michael Rasmussen, além de esquiadores e atletas de biatlo. Todos teriam feito transfusões sanguíneas.O laboratório em questão teria chamado a atenção das autoridades austríacas depois de o ex-presidente da Agência Mundial Antidoping Richard Pound ter escrito uma carta assegurando que havia "boas razões" para pensar que o doping sanguíneo seria praticado no local.A carta de Pound teria sido uma reação a um artigo publicado no jornal alemão "Die Zeit" em novembro de 2007, que citava declarações do juiz austríaco Arnold Riebenbauer.O artigo indicava que, durante uma investigação sobre doping na equipe austríaca dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2006, em Turim (Itália), Riebenbauer encontrou indícios que o levavam a "um laboratório de Viena".A Federação Alemã de Esqui entrou com um processo contra a redação da emissora alemã pelas informações divulgadas.

Tudo o que sabemos sobre:
doping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.