Divulgação/Reuters
Divulgação/Reuters

Tyson em programa na TV sobre sua paixão: pombos

Ex-campeão mundial de boxe revela que só virou pugilista porque mataram uma de suas aves de estimação. Agora, terá semanal sobre o tema no Animal Planet

WILSON BALDINI JR., O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Um Mike Tyson magro, sorridente, de bem com a vida. Muito diferente do boxeador que encerrou a carreira em 2005. É desta forma que os fãs do mais novo campeão mundial dos pesos pesados vão acompanhá-lo na apresentação do programa Taking on Tyson sobre pombos no canal Animal Planet.

A produção já foi lançada nos EUA, mas ainda não tem data definida para ser apresentada no Brasil. "A primeira coisa que amei na vida foi um pombo", afirmou Tyson, com cerca de 95 quilos, 35 a menos do que chegou a pesar depois de pendurar as luvas há seis anos.

Com produção espetacular, que reúne série de imagens magníficas de Tyson com os animais em supercâmera lenta, o programa vai até o Brooklyn, em Nova York, onde o "Iron Man" passou a infância. A casa onde Tyson morou e teve uma jaula repleta de pombos é mostrada pelo "apresentador". "O tempo parece não ter passado. Sinto como tivesse 13 anos", afirmou Tyson, visivelmente emocionado. O ex-campeão dos pesos pesados se recuperou após ficar deprimido com a morte da filha Exodus, de 4 anos, em maio de 2009. "Foi o momento mais triste de minha vida." Hoje, Tyson festeja os quatro meses do oitavo filho, que teve com Lahiha, a atual mulher.

Taking on Tyson foi apresentado em Nova York com pompas de superprodução. Com paletó grafite, gravata e sapatos pretos e camisa branca, Tyson estava bastante elegante e foi elogiado pelos críticos de moda das principais revistas dos Estados Unidos. "Nunca fui bonito, mas hoje estou", brincou o ex-boxeador, que gravou sete programas.

Foi depois de brigar com um garoto, que arrancou a cabeça de um de seus pombos com uma faca, que Tyson encontrou o boxe. Preso após esmurrar o garoto, Tyson acabou em um reformatório e lá conheceu Bobby Stewart, um dos instrutores, que era apaixonado pelo boxe e viu no garoto de 1,80 metro, 85 quilos e apenas 13 anos um potencial enorme para a nobre arte.

Além do programa do Animal Planet, Tyson é convidado a participar de vários eventos pelo mundo. Até na Dança dos Famosos, versão italiana, o "Iron Man" esteve. Muitos especialistas em boxe dos Estados Unidos apostam que seria obrigatória a presença de Tyson como comentarista de boxe no canal HBO ou Showtime. Durante o período em que foi treinado por Cus D'Amato, em Catskill, Nova York, Tyson assistiu a inúmeros filmes dos grandes lutadores da história do boxe. Por isso, sabe muito sobre as questões táticas de uma luta. Só uma coisa Tyson sabe mais do que boxe: sobre pombos.

Veja também:

blog WILSON BALDINI - Aqui o boxe é tratado como nobre arte

Tudo o que sabemos sobre:
boxeMike TysonTVAnimal Planetpombos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.