Tyson perde e fala em parar

A carreira de Mike Tyson pode ter terminado de forma melancólica na noite de sábado, no MCI Center de Washington. O ex-campeão dos pesados foi derrotado pelo desconhecido irlandês Kevin McBride. Ele sofreu nocaute técnico no final do sexto round e não voltou para o sétimo. Depois da luta, Tyson, que completa 39 anos no próximo dia 30, disse à rede de televisão ESPN que deverá encerrar a carreira. Foi a terceira derrota consecutiva dele. O norte-americano começou dominando a luta, mas no quinto round estava completamente exausto, enquanto o irlandês acertava vários golpes duros. No sexto round, Tyson, descontrolado, acertou uma cabeçada no supercílio esquerdo de McBride, que sangrou abundantemente. Para completar o jogo sujo, por duas vezes, aparentemente, tentou quebrar o braço do irlandês. No sexto assalto, Tyson sofreu outro duro castigo e só não foi nocauteado porque o gongo soou antes. Completamente tonto, Tyson foi para o banco e ali ficou. O juiz Joe Cortez, alertado pelo técnico do ex-campeão sobre seu estado, encerrou a luta. "Não posso mais suportar isso, não tenho mais estômago", balbuciou um desolado Tyson. "O mais provável é que não lute mais. Não vou faltar respeito com este esporte, perdendo de boxeadores deste calibre."Com uma dívida estimada em US$ 40 milhões, Tyson recebeu uma bolsa de US$ 6 milhões enquanto McBride, de 32 anos, ficou satisfeito com o prêmio de US$ 150 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.