Reprodução / Twitter
Reprodução / Twitter

Uefa e Adidas apresentam a bola da decisão da Liga dos Campeões, com pedido de paz

Branca, com traços prateados, traz consigo a palavra 'peace', 'paz' em inglês como protesto contra a invasão da Rússia à Ucrânia

Redação, Estadão Conteúdo

24 de maio de 2022 | 15h25

Uefa e Adidas revelaram nesta terça-feira a bola que será utilizada na decisão de sábado entre Real Madrid e Liverpool da Liga dos Campeões da Europa. Ela será branca, com traços prateados, mas sem relação com a cor do time merengue. Trata-se de um alerta ao mundo contra as guerras e trará a palavra peace, "paz", em inglês, como protesto contra a invasão da Rússia à Ucrânia, há três meses.

Ultimamente, as bolas escolhidas para as decisões da Liga dos Campeões traziam apenas referências aos times da decisão e a palavra "final" com a cidade do palco da decisão. Desta vez, a Uefa e a Adidas se uniram para mandar a mensagem ao mundo.

A bola do jogo será encaminhada a leilão após a decisão. Toda a renda será destinada para a ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), agência da ONU (Organização das Nações Unidas) que se dedica a ajudar a proteger as pessoas forçadas a fugir de suas casas por causa de conflitos e perseguições como está acontecendo na invasão russa à Ucrânia.

Curiosamente, a decisão seria em território russo. Estava originalmente marcada para a cidade de San Petersburgo, mas acabou mudando de sede por causa do conflito com a Ucrânia. O Stade de France, em Paris, acabou sendo escolhido e os clubes russos banidos das competições da entidade.

De acordo com a Adidas, "a bola foi projetada para transmitir uma mensagem simples de paz, pertencimento e esperança que será passada de jogador para jogador a cada chute da bola e além do Stade de France até os cantos mais distantes do mundo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.