Divulgação
Divulgação

Um ano após ataque de tubarão, Mick Fanning vence etapa na África do Sul

Australiano bate John John Florence na decisão em Jeffreys Bay

Estadão Conteúdo

16 de julho de 2016 | 10h08

Um ano depois de viver um grande trauma, o australiano Mick Fanning pôde comemorar neste sábado sua primeira vitória no Circuito Mundial de Surfe em 2016. Se em 2015 o atleta foi atacado por um tubarão na final da etapa da África do Sul, desta vez aproveitou o mesmo palco de Jeffreys Bay para superar aquela experiência e triunfar nas águas sul-africanas.

Em 2015, Fanning precisou mostrar agilidade para fugir de um assustador ataque de tubarão em Jeffreys Bay. Mas nesse ano, ele exibiu a já conhecida qualidade com a prancha nos pés. Neste sábado, passou com certa facilidade pelas quartas de final e semifinais, até derrotar o havaiano John John Florence na decisão.

Com o resultado, Fanning subiu 11 colocações no Circuito e ocupa agora a quinta, mesmo em um ano diferente para ele. O veterano de 35 anos se afastou da disputa em 2016 e participou de somente quatro das seis etapas realizadas até o momento.

Apesar da derrota para o australiano na final, John John Florence também subiu na classificação e assumiu a vice-liderança, ultrapassando o brasileiro Gabriel Medina, agora terceiro, pouco à frente do também brasileiro Adriano Souza, o Mineirinho. A liderança segue com o australiano Matt Wilkinson.

Após cinco dias seguidos de adiamentos à espera de melhores ondas, a etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial foi retomada neste sábado para a disputa de seu último dia com dois brasileiros na briga pelo título. Mas já nas quartas de final, tanto Gabriel Medina quanto Filipe Toledo ficaram pelo caminho. Medina perdeu para o australiano Julian Wilson, enquanto Filipinho caiu justamente para Fanning. Nas outras baterias, o também australiano Josh Kerr bateu o veterano norte-americano Kelly Slater, enquanto Florence eliminou o dono da casa Jordy Smith.

Nas semifinais, Florence passou com facilidade por Kerr, mas as atenções estavam voltadas para a outra bateria. Fanning enfrentaria Wilson, justamente seu adversário naquele fatídico 19 de julho de 2015, quando foi atacado pelo tubarão durante a final. Desta vez, no entanto, o surfista pôde mostrar sua qualidade e levou a melhor.

Na final, Fanning foi mais consistente que Florence. O australiano largou atrás, mas emendou duas boas ondas na reta final para somar as notas 9,93 e 7,77. Florence precisava de 9,08 para vencer, mas conseguiria somente 8,63, deixando o título com o rival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.