Um ano depois de contratado, Marlos se firma e vira trunfo

Jogador deu mais velocidade ao time, que passou a ter no ataque, e não mais apenas na defesa, seu ponto forte

BRUNO DEIRO e GIULIANDER CARPES, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2010 | 00h00

Vencer e não convencer, perder e aumentar a desconfiança. Esta tem sido a rotina do São Paulo na temporada. Pelo menos até antes das últimas duas rodadas do Campeonato Paulista foi assim. Mas, desde que o técnico Ricardo Gomes surpreendeu e colocou Marlos em campo contra o Botafogo (5 a 0 ), tudo mudou. Um ano depois de ser contratada, a jovem promessa começa a render o que a torcida e seus companheiros esperam desde que chegou do Coritiba. A hora não poderia ser mais apropriada.

O meia deu mais velocidade à equipe. O resultado: gols. Marlos marcou um contra o Botafogo e o time, cuja segurança defensiva antes era o único trunfo, desandou a balançar as redes.

"Hoje o Marlos já é bem diferente do ano passado, mudou a forma de jogar", analisa Ricardo Gomes. "Viu que se segurar a bola não adianta, passou a usar a habilidade em prol do coletivo e para a frente. Mexeu o grupo."

Além das palmas e a certeza de iniciar mais uma partida - logo ele que havia começado entre os 11 titulares apenas uma vez na temporada -, Marlos recebe elogios entusiasmados. Já há são-paulino que o compare a Paulo Henrique Ganso, o talentoso camisa 10 santista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.