Um dérbi bem ao gosto de Hernanes

Volante da Lazio costuma ser decisivo contra a Roma. Na abertura da rodada, a líder Juventus fez 6 a 1 no Pescara

ALMIR LEITE, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h04

O volante Hernanes terá hoje pela frente o adversário que mais gosta de enfrentar desde que chegou à Lazio, em 2010. É a Roma, pela 12.ª rodada do Campeonato Italiano. As duas equipes estão próximas na tabela de classificação - a Lazio chega ao confronto em quinto lugar, com 19 pontos, dois a mais do que a rival - e, por causa disso, o clássico da capital italiana, que sempre tem uma conotação diferente, desta vez é ainda mais especial.

Hernanes encara os jogos com a Roma com a consciência de que um tropeço dói muito mais do que qualquer outra derrota. "O clássico é especial. Você se prepara como se fosse a final do campeonato'', revela.

O brasileiro se sente à vontade jogando o dérbi. E costuma se sair bem. Em outubro de 2011, por exemplo, fez um gol na vitória por 2 a 1; em março deste ano, marcou novamente em triunfo da Lazio por igual placar.

O volante conta que a preparação para os jogos entre Lazio e Roma é mesmo diferente. Os treinamentos são mais fortes e os jogadores precisam redobrar os cuidados com descanso e alimentação. "Tem de entrar em campo 100% preparado, porque não pode ter erro. A boa preparação é fundamental."

Apesar da boa campanha, a Lazio vem de um tropeço grande no campeonato. Na semana passada, levou 4 a 0 do Catania. Um resultado que poderia criar turbulências, não fosse o clássico. "A derrota do último fim de semana não muda nada, pois, mesmo se estivéssemos em primeiro lugar, a pressão seria a mesma para ganhar o dérbi'', diz Hernanes. "Acredito até mesmo que ganhar o dérbi chega a ser, para os torcedores, tão importante quanto ser campeão.''

A Roma terá o retorno do meia De Rossi no clássico de hoje - 12h, de Brasília. O jovem goleiro uruguaio Goicoechea, que foi bem na vitória por 4 a 1 sobre o Palermo, deve ser mantido pelo técnico Zdenek Zeman. O treinador da Lazio, Vlado Petkovic, também não tem problemas para escalar sua equipe.

Juventus goleia. Quagliarella foi o nome do jogo ontem no Estádio Adriático, onde a Juventus se reabilitou ao golear o Pescara por 6 a 1. O atacante marcou três gols; os outros foram de Vidal, Asamoah e Giovinco. Com o resultado, a Juve manteve a liderança, com 31 pontos. Também ontem, Cagliari 0 x 0 Catania. Hoje a vice-líder Internazionale (27 pontos) visita a Atalanta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.