Um golaço para a namorada, Sthefany

O golaço de Alexandre Pato foi festejado por seu fã-clube no Emirates Stadium, em Londres. Mas apenas uma personagem recebeu homenagem do jovem astro do Milan: Sthefany Brito, atriz da TV Globo e sua namorada desde o ano passado. Os dois já planejam casamento, mas ainda não marcaram data. ''O gol foi para a Sthefany'', disse Pato, que comemorou como de costume, fazendo um coração com as mãos no ar, gesto característico nos últimos jogos. ''As coisas estão acontecendo muito rapidamente na minha vida, tenho consciência de que preciso manter os pés no chão. A gente pensa (em casamento), mas não agora.''O atacante considera que o gol teve uma importância extra para ele: ''O gol também foi importante para o meu sonho de à Olimpíada''.Pato, de apenas 18 anos, não poderia ter estreado melhor pela seleção principal. O belo gol lhe rendeu aplausos dos 60 mil presentes no estádio inglês. ''Não desisti da jogada e aproveitei o erro do goleiro. Tive uma boa estréia e encontrei uma grande família na seleção, aos poucos vou mostrando meu trabalho'', declarou. ''Estou feliz com tudo o que tem acontecido na minha vida, e agradeço o apoio da família.''Apoio, também, não lhe falta por parte de Dunga, que rasgou elogios a seu desempenho após a vitória por 1 a 0 sobre a Suécia. ''Conheço o Pato das categorias de base. Além da qualidade técnica, ele tem aplicação tática e perseverança'', comentou o treinador. Dunga fez referência à pressão de Pato sobre o goleiro sueco, que resultou na recuperação da bola e no gol. E destacou: ''É importante o atacante fazer um gol, ainda mais quando se está estreando''.Pato agradeceu os elogios, mas disse que não pode ser considerado um ídolo ainda. ''Estou só começando'', disse, negando comparação com astros como Ronaldo. ''O Ronaldo é o fenômeno, é o grande.''

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.