Tony Gentile/Reuters
Tony Gentile/Reuters

Um jogo decisivo para Juventus e Chelsea na Copa dos Campeões

Partida em Turim pode deixar um dos dois gigantes com um pé fora da competição europeia

O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2012 | 02h06

Ouça na rádio Estadão ESPN Juventus x Chelsea, a partir das 17h45

SÃO PAULO - Juventus e Chelsea fazem hoje em Turim uma disputa direta por uma vaga nas oitavas de final da Copa dos Campeões. O time inglês, provável adversário do Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa, entra em vantagem nessa disputa do Grupo E: tem sete pontos, um a mais que o campeão italiano, e por isso garante a vaga se vencer. Se perder, ficará no fio da navalha na última rodada.

Ingleses e italianos estão nessa briga de foice por causa da boa campanha do Shakhtar Donetsk, que tem os mesmos sete pontos do Chelsea e vai pegar hoje, fora de casa, o Nordsjaelland, que só conseguiu um ponto. O time ucraniano pode até se classificar hoje. Isso acontecerá se ganhar e a Juve for derrotada.

Mas vencer não será tarefa simples para o Chelsea. O time está desfalcado do zagueiro Terry, que sofreu uma contusão no joelho direito, e desce a ladeira no Campeonato Inglês. Só fez dois pontos nas últimas quatro partidas e tem quatro pontos a menos que o líder Manchester City.

"Estamos confiantes em um bom resultado. Não estou preocupado com outras questões", disse o técnico Roberto Di Matteo, esquivando-se das perguntas sobre sua demissão em caso de eliminação na primeira fase.

A Juventus, que precisa vencer para manter o destino em suas mãos, não definiu a escalação de Mirko Vucinic, que não treinou nos últimos dias por causa de uma gripe. Seu substituto pode ser Fabio Quagliarella.

O time espera que a torcida pressione o Chelsea do primeiro ao último minuto. "Conte (Antonio, o treinador) me pediu para dizer aos torcedores que quer ver um inferno para o adversário", disse o auxiliar Angelo Alessio na entrevista coletiva.

Pelo Grupo G, o Barcelona vai até Moscou enfrentar o lanterna Spartak e deve se juntar à lista dos classificados à próxima fase - Porto, Málaga e Manchester United já estão garantidos. A classificação do Barça foi adiada pela inesperada derrota para o Celtic por 2 a 1 - o time escocês visita o Benfica.

Na viagem à Moscou, os catalães enfrentaram duas situações inesperadas: os termômetros abaixo de 0ºC e um problema no passaporte de Cesc Fábregas, que esperou duas horas até receber uma autorização especial para permanecer no país. O meia havia perdido seu documento no Panamá e tentou entrar na Rússia com o passaporte anterior, já vencido.

Após cumprir suspensão de dois jogos, Sergio Busquets volta ao time; Alexis Sánchez, com uma torção no tornozelo direito, desfalca a equipe por quatro semanas. "Teremos uma partida muito difícil. Já provaram isso no Camp Nou (vitória do Barcelona por 3 a 2)", diz o técnico Tito Vilanova. O campo do Spartak é de grama artificial.

Classificado em primeiro lugar no Grupo H com duas rodadas de antecedência, o Manchester United vai poupar sua dupla de ataque - Robin Van Persie e Wayne Rooney - na visita ao Galatasaray, terceiro colocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.