Um PM forma campeões no boxe

O policial militar Fábio Duarte, de 31 anos, está na corporação há oito anos e se orgulha de ter retirado vários jovens da rua nesse período. Mas ao contrário do que se poderia supor, esses adolescentes não estão na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) ou em distritos e presídios. Treinador de boxe, esporte ao qual se dedica desde 1987, ele tenta convencer os garotos que há opções possíveis longe da vida marginal. Acredita que a principal vitória é ver os rapazes encontrarem esse caminho e seu esforço e trabalho foram recompensados pela descoberta do lutador Everton Caetano da Silva, o Tererê, considerado como uma das maiores promessas do esporte nacional entre os meio-médio ligeiros. Leia mais no Estadão

Agencia Estado,

17 Março 2002 | 10h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.