Um título sem o camisa 10 em campo

Pela primeira vez o São Paulo conquista um título brasileiro sem ter um camisa 10. De fato e de direito. Com a utilização de numeração fixa, o 10 utilizado por Adriano no primeiro semestre ficou vago. Em campo, o time também não contou com um armador típico, como Pedro Rocha e Raí. Ou Danilo e Souza, que vestiram a gloriosa camisa nas conquistas de 2006 e 2007."A gente tem um camisa 10 que joga com a 18", lembra o volante Zé Luís. "O Hugo fez gols decisivos e, na minha opinião, foi o verdadeiro camisa 10 do time." Mas não apenas de gols vivia o 10 de antigamente. Em 2008, Jorge Wagner e o volante Hernanes dividiram com Hugo a tarefa de armação das jogadas. Jorge Wagner é o líder de assistências da equipe, com 10. Hernanes é o principal candidato do time a craque do Brasileiro, lugar normalmente ocupado pelos camisa 10 que fizeram história no futebol. Marca, desarma, carrega a bola à frente. Usa a 15, mas se vestisse a 10... O sonho de Muricy Ramalho em contar com um armador acabou com o fim da janela de transferências de agosto. Mesmo com as boas atuações de Hugo, permanece para 2009 a vontade, pois o técnico gostaria de ter um atleta com as características no grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.