Uma bolha inflável contra o frio europeu

PSG arruma um local 'quentinho' para time treinar

O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2012 | 03h02

As baixíssimas temperaturas que atingem a Europa não atrapalham mais os jogadores do Paris Saint-Germain. Pelo menos durante os treinos. Os dirigentes do clube encontraram alternativa bastante original para não ter adiar treinamento ou então confinar os atletas em ginásios: mandaram instalar num dos campos do CT do clube uma bolha inflável e climatizada.

Até o frio diminuir, os treinos serão dentro da bolha. Ontem, por exemplo, enquanto a temperatura externa chegou a gelados a -2ºC no horário do treinamento - Paris teve mínima de -8ºC -, os jogadores trabalhavam sob confortáveis 10ºC. Ventiladores "gigantes'' e centenas de metros de dutos mantêm a bolha inflada pelo tempo necessário. E o local pode atingir temperatura até 20ºC acima da temperatura ambiente.

Cinco brasileiros jogam atualmente no PSG: O atacante Nenê, o lateral-esquerdo Maxwell, o lateral-direito Ceará, o volante Thiago Motta e o zagueiro Chelsea, recém-contratado do Chelsea. Um deles, Nenê, se manifestou ontem sobre a utilizado da bolha. Aprovou: "O trabalho rende muito mais''.

O PSG, que não revelou quanto está gastando com a bolha, lidera o Campeonato Francês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.