Uma decisão que vale R$ 300 milhões

O duelo entre Boca Juniors e Corinthians, que a partir de hoje começa a definir o campeão da Taça Libertadores da América, é marcado pelo equilíbrio. Bom, pelo menos fora de campo.

WAGNER VILARON, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2012 | 03h05

Os grupos de jogadores, somados os valores de mercado dos 50 atletas envolvidos na grande decisão (25 inscritos de cada lado), valem R$ 300 milhões.

Os impressionantes números alcançados foram calculados pela empresa Pluri Consultoria.

Será o encontro entre o 6.º (Corinthians) e o 7.º (Boca) times mais valiosos da América do Sul.

Os 50 jogadores inscritos para as duas finais (25 de cada time) têm um valor de mercado total de € 118 milhões, ou R$ 303 milhões. Na média, cada jogador vale € 2,4 milhões (R$ 6,1milhões).

Há equilíbrio entre o valor dos dois elencos. O Corinthians possui valor de mercado estimado pela PLURI de € 61 milhões (R$ 157 milhões), enquanto que o elenco do Boca está avaliado em € 57 milhões (R$ 146 milhões).

O volante Paulinho, avaliado em € 12,4 milhões, é o jogador mais valioso do confronto, seguido por seu companheiro de setor Ralf com € 7,1 milhões.

No Boca Juniors, os mais valiosos são o atacante Pablo Mouche (€ 4,9 milhões) e o veterano meia Juan Román Riquelme (€ 3,7 milhões), que já atuou no futebol pelo Barcelona e Villarreal, ambos da Espanha.

Corinthians e Boca também demonstram equilíbrio entre os 10 jogadores mais valiosos, com cinco para cada lado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.