Uma nova esperança para os EUA

Filho de mexicanos, Cris Arreola, invicto em 27 lutas, desafia o domínio dos europeus entre os pesos pesados

Wilson Baldini Jr., O Estadao de S.Paulo

20 de julho de 2009 | 00h00

Acostumado a enriquecer a história do boxe com grandes campeões de até 1,70 metro de altura e 63 quilos, o México sonha agora em ter um representante entre os ganhadores de títulos também entre os pesos pesados, categoria que segue órfã desde a decadência e aposentadoria de Mike Tyson, Evander Holyfield e Lennox Lewis. Cris Arreola, de 28 anos, filho de mexicanos, nascido em Riverside, em Los Angeles, ocupa o primeiro lugar no ranking do Conselho Mundial de Boxe. Apesar do físico rechonchudo (113 quilos e 1,93 metro) e da cara de bom moço, Arreola se destaca pela forte pegada, aliada à boa movimentação de pernas e de tronco, o que lhe valeu nocautes impressionantes sobre Travis Walker (3º round) e Jameel McCline (4º), enaltecendo seus títulos Norte-Americano e da Continental das Américas. Empresariado pelo experinte Dan Goossen, Cris Arreola vai lutar mais uma vez este ano e planeja a disputa do título mundial para o primeiro semestre de 2010. "Nosso sonho é organizar uma luta pelo cinturão no Dodger Stadium, em Los Angeles, diante de 40 mil espectadores", afirmou Goossen. Arreola quer trazer de volta as lutas importantes dos pesos pesados para os Estados Unidos. Segundo o pugilista, Nicolay Valuev e os irmãos Vitali e Wladimir Klitschko, detentores dos principais títulos mundiais, só lutam na Europa, onde o peso das disputas não é o mesmo. "Eles precisam vir lutar aqui (Estados Unidos). Se não vierem, irei atrás deles onde estiverem. Eles serão obrigados a me dar uma chance", afirmou Arreola, que gosta de usar o apelido de "Pesadelo".Profissional desde 2003, Arreola apresenta suas características. "Os boxeadores europeus ficam disputando jabs o tempo todo. Meu estilo é agressivo. Diminuo a distância e parto para cima do adversário, querendo a definição da luta. É disso que o fãs gostam", afirmou o pugilista, que vai tentar se tornar o primeiro descendente de latinos a conquistar o principal cinturão do boxe. "Cris está pronto para fazer história. Preparado física e mentalmente", afirmou o técnico Henry Ramirez.BONAVENA E MAGUILAO argentino Oscar Natalio Bonavena chegou muito perto de disputar o cinturão dos pesos pesados nos anos 60 e 70. Raçudo ao extremo, Bonavena, conhecido como "Ringo", chegou a lutar com Joe Frazier (duas vezes), Muhammad Ali e Floyd Patterson, mas sempre saiu derrotados dos duelos.O brasileiro Adilson Maguila Rodrigues ocupou o segundo lugar no ranking do Conselho Mundial de Boxe, mas perdeu a oportunidade de desafiar o então campeão mundial Mike Tyson, ao ser nocauteado diante de Evander Holyfield. QUEM É ELE Nome: Cristobal Arreola Idade: 28 (5/3/1981) Altura: 1,93 metro Peso: 113 quilos Local de nasc.: Los Angeles Lutas: 27 Vitórias: 27 Nocautes: 24 Principal vitória: Jameel McCline, nocaute, 4.º round

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.