União Ciclística diz não ter pressa para julgar Contador

A União Ciclística Internacional (UCI) avisou que não vai acelerar a sua investigação sobre Alberto Contador. O ciclista espanhol deu positivo em exame antidoping realizado na última Volta da França, mas garante não ter usado nenhuma substância para melhorar a sua performance e obter o seu terceiro título da tradicional prova.

AE-AP, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 15h23

Pat McQuaid disse nesta terça-feira que a UCI trabalha com a Agência Mundial Antidoping sobre o caso e não tem uma previsão de quando haverá uma definição. "É um caso muito importante e precisamos ter certeza absoluta antes de tomar uma decisão", disse McQuaid.

"É muito complicado. Estamos aguardando os resultados e eu não sei quanto tempo vai levar. Para sermos justos com Contador, justos com o esporte, justos com a Volta da França, é preciso entrar em detalhes para ter certeza de que a decisão que será tomada é o caminho certo".

Contador foi provisoriamente suspenso depois de revelação do resultado positivo de uma exame antidoping. O espanhol, de 27 anos, alegou que os traços de clenbuterol em sua amostra foi proveniente de carne contaminada. Se for considerado culpado, ele pode ser suspenso por dois anos.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoAlberto ContadordopingUCI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.