Universíade: Brasil tem 5 medalhas

O Brasil conquistou nesta segunda-feira sua primeira medalha de ouro na 23ª Universíada, os Jogos Olímpicos Universitários, em Izmir, na Turquia, com a ginasta Daiane dos Santos, nos exercícios de solo. O título é o primeiro de Daiane na Universíada ? em 2001, em Edmonton, ficou com a prata ? e o quarto seguido que conquista em eventos internacionais desde a final da Copa do Mundo, em 2004, em Birmingham. Na Turquia, a brasileira participou, ainda, da final das barras paralelas assimétricas, ficando em quinto lugar.A ginástica masculina também conquistou sua medalha, com a prata de Mosiah Rodrigues na barra fixa (9.425 pontos. O ouro ficou com o japonês Hiroyuki Tomita (9.725).Nos saltos ornamentais, César Castro, do Mackenzie, superou o campeão olímpico, o chinês Bo Peng, para ficar com a prata no trampolim de 3 metros, sua especialidade, com 697,26 pontos, diante de 687,66 de Peng. O ouro foi para outro chinês, Feng Wang (758,22).Esta foi a segunda medalha do saltador na Universíada. No domingo, ele já havia conquistado o bronze no salto sincronizado, também no trampolim de 3 metros, em dupla com Cassius Duran. ?O bronze com o Cassius já tinha sido uma surpresa muito grande. Hoje (15), levar a prata na minha especialidade é uma felicidade ainda maior?, disse César.Em outras provas desta segunda-feira, Matheus Inocêncio foi para a final dos 110 m com barreiras. Nos 400 m, Lorena Oliveira e Luís Ambrósio passaram pelas eliminatórias, bem como Sandro Viana nos 100 m. O vôlei feminino perdeu da Espanha por 3 a 1, enquanto o masculino derrotou a Itália por 3 a 2. O Brasil aparece em décimo lugar no quadro de medalhas, com 1 ouro, 2 pratas e 2 bronzes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.