Philippe Lopez/AFP
Philippe Lopez/AFP

Urán vence etapa da Volta da França e é festejado até pelo presidente da Colômbia

Ciclista colombiano, que foi medalha de prata nos Jogos Rio-2016, só descobre resultado após verificação fotográfica

Estadão Conteúdo

09 de julho de 2017 | 15h26

O ciclista colombiano Rigoberto Urán conquistou um grande feito neste domingo ao vencer a nona etapa da Volta da França, disputada entre Nantua e Chambéry, em um trajeto montanhoso de 181,5 quilômetros que é considerado o mais difícil da competição.

Para obter a marca histórica, Urán travou uma árdua batalha com outros cinco ciclistas e completou o percurso com o tempo de 5h07min22. Sua vitória só foi sacramentada através do photo finish, o registro fotográfico da linha de chegada.

Em segundo ficou o francês Warren Barguil, seguido pelo britânico Chris Froome, atual líder na classificação geral. Romain Bardet, Fabio Aru e Jakob Fuglsang vieram na sequência com o mesmo tempo de Urán.

"Foi uma surpresa para mim. Estava no controle e alguém me disse que eu havia vencido. Achei que estavam de brincadeira", contou o ciclista colombiano, que ganhou a prata na Olimpíada de Londres, em 2012. "Não é o mesmo que ganhar em condições normais, mas estou muito feliz."

O feito obtido por Urán foi celebrado até mesmo pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. "Que grande Rigoberto Urán! Um final que sofremos, mas que agora toda a Colômbia celebra", postou o presidente em seu Twitter.

O resultado deixou Urán na quarta colocação da tabela geral, com 55 segundos de desvantagem para Froome, detentor de três títulos da Volta da França. O italiano Fabio Aru está em segundo, 18 segundos atrás do líder, enquanto o francês Romain Bardet é o terceiro.

Froome, aliás, avaliou a complicada nona etapa. "Eu disse que não haveria a mesma classificação depois dessa etapa, e já não há dez ciclistas no mesmo minuto. Foi uma etapa brutal", disse o britânico, que manteve a camiseta amarela.

O difícil percurso deste domingo, contudo, deixou também uma "vítima": um dos principais favoritos ao título da competição, o australiano Richie Porte sofreu um grave acidente durante uma descida e precisou ser levado de ambulância.

A décima etapa será disputada na terça, entre Périgueux e Bergerac, em trajeto de 178 quilômetros. A segunda-feira, por sua vez, será de descanso para os ciclistas após a extenuante prova deste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
CiclismoCiclismoVolta da França

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.