Usain Bolt diz que conquistou respeito do mundo em Pequim

Jamaicano conquistou três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos; atleta diz que ainda sobra motivação

EFE,

29 de janeiro de 2009 | 16h13

O velocista jamaicano Usain Bolt, campeão olímpico dos 100m, 200m e 4x100m, afirmou que o principal legado que obteve nos Jogos de Pequim foi o reconhecimento de todo o Mundo.   "Trabalhei duro durante muito tempo e obter este reconhecimento é impressionante", disse Bolt, em entrevista a uma publicação da Puma, sua patrocinadora. "Lutei, superei lesões e frustrações. Fiquei concentrado em conseguir estas vitórias e agora todos reconhecem que fiz algo importante. Não há prêmio melhor que isso", acrescentou.   Um dos grandes destaques em Pequim, Bolt disse que não consegue descrever o que sentiu ao receber as medalhas. "Fiquei desnorteado após vencer a primeira medalha. Antes de receber a terceira, senti algo maravilhoso. É difícil encontrar palavras para descrever estas sensações", disse. O jamaicano disse que precisará se superar nesta temporada, já que os adversários vem trabalhando duro para superá-lo. "Sempre há motivação, pois sempre há competição. Eu estava em forma na última temporada, mas tenho que seguir fazendo o melhor nos próximos meses. Meus adversários vão trabalhar duro para ficar em forma, então precisarei trabalhar mais duro", disse.   O irreverente Bolt também afirmou que, no momento, não trocaria a carreira por uma mulher. "Meninas, não me peçam para escolher. Certamente, prefiro correr. Mas se uma mulher me amasse, daria todo o apoio", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoUsain BoltPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.