Phil Noble/ Estadão
Phil Noble/ Estadão

Usain Bolt festeja ser comparado a Maradona, Pelé e Muhammad Ali: 'Existem muitas lendas'

Jamaicano de 34 anos relembra carreira vitorioso e diz que espera oportunidade de ir aos Jogos de Tóquio como torcedor

Redação, Estadão Conteúdo

07 de abril de 2021 | 15h08

O jamaicano Usain Bolt, de 34 anos, afirmou, em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, estar muito feliz por ser comparado a lendas do esporte como o argentino Diego Maradona, o brasileiro Pelé e o norte-americano Muhammad Ali.

"Existem muitas lendas no esporte. Não se pode eleger apenas uma. Eu sempre sonhei atingir um grande nível para ser uma delas", disse o ex-atleta, dono do melhor tempo nos 100 (9s58) e 200 (19s19) metros, além de oito medalhas de ouro olímpicas.

Bolt relembrou que sempre foi motivado pelo técnico Glen Mills a atingir grandes objetivos por causa de seu talento extraordinário. "Depois de eu ganhar os meus primeiros Jogos Olímpicos, em Pequim/2008, meu técnico disse: 'Usain, se fosse se dedicar nos treinos vai ser um dos melhores em todos os tempos. Ele tinha razão.'"

Protagonista nos Jogos de Pequim/2008, Londres/2012 e Rio/2016, Bolt espera poder ir a Tóquio para acompanhar como "torcedor" as competições. "Gostaria de sentir ao ver os outros correndo na pista", disse o jamaicano, que é um grande admirador do futebol, torcedor do Manchester United, e até chegou a jogar em um time australiano, em 2018.

Para o ex-velocista, Cristiano Ronaldo é melhor que Lionel Messi. "É uma eleição muito difícil. Mas acho que Cristiano demonstrou um pouco mais por ter jogado na Itália, Espanha e Inglaterra, mas gosto muito da seleção argentina." Sobre os jogadores mais jovens, Bolt destacou Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.