Divulgação/Usatf
Divulgação/Usatf

Vaga do atletismo americano na Olimpíada pode ser decidida no cara ou coroa

Seletiva do atletismo nos EUA tem inédito empate entre duas velocistas: Allyson Felix e Jeneba Tarmoh terminaram a prova dos 100 m em igualdade

estadão.com.br, EUGENE

25 de junho de 2012 | 13h48

EUGENE - Uma situação inédita nas seletivas do atletismo americano pode definir uma vaga olímpica em Londres no cara ou coroa. As velocistas Allyson Felix e Jeneba Tarmoh terminaram a disputa dos 100 metros empatadas em terceiro lugar - ambas cruzaram a linha de chegada em exatos 11s068. A igualdade nunca ocorreu antes na história de uma seletiva, o que fez a organização não ter previsto, em regulamento, a resolução do problema.

 

A disputa ocorreu no sábado - Carmelita Jeter foi a vencedora, seguida por Tianna Madison. Na divulgação do resultado não-oficial, Jeneba aparecia como a 3ª colocada. E apenas três vagas são distribuídas por prova.

 

Mas, diante da análise das imagens do photo finish, constatou-se que não há diferença entre as atletas na hora da passagem pela linha de chegada. Ambas estão com o peito alinhado (no desempate, não são consideradas as posições de braços, pernas ou cabeça).

 

A resposta para o impasse veio mais de 24 horas depois da inédita situação. Caso nenhuma das duas atletas abra mão da vaga em favor da adversária, duas possibilidades de desempate estarão colocadas: em primeiro lugar, uma corrida entre as duas oponentes definirá a classificada. Se elas não quiserem fazer o tiro, serão submetidas a um simples exercício de cara ou coroa.

 

Bob Kersee, que treina as duas atletas, disse que as opções de desempate são justas. "Mas se tiver que acontecer uma corrida, a saúde das atletas deve ser protegida." As duas velocistas tentam, agora, uma vaga olímpica nos 200 m. As eliminatórias serão realizadas na quinta-feira e as finais, no sábado. A seletiva termina no dia 1º de julho, domingo.

 

MOEDA ESPECIFICADA

Caso a disputa pela vaga olímpica seja mesmo decidida na moedinha, a Federação de Atletismo dos EUA (Usatf) especificou qual moeda será utilizada: no valor de 25 centavos de dólar, o objeto deverá apresentar a imagem do primeiro presidente americano, George Washington, em um lado, e a de uma águia no reverso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.